Exposição Mise en abyme de Eduardo Batarda no CGAC

O Centro Galego de Arte Contemporânea (Santiago de Compostela) acolhe a exposição “Mise em abyme” do artista português Eduardo Batarda. Trata-se da primeira mostra individual do criador luso em Espan e é composta por uma selecção de obras que representam a ideia do infinito e do abismo.

Eduardo Batarda

A exposição tem como comissário o artista português Julião Sarmento, quem para além de contar com uma importante projeção internacional, é um grande conhecedor da obra de Batarda.
Esta exposição, anteriormente realizada em Portugal, propõe um percurso pela obra do artista e trata-se de uma representação infinita de imagens dentro de imagens, é por isso que a mostra recebe o nome da expressão francesa “Mise en abyme”.

Eduardo Batarda

Nasceu em Coimbra em 1943. É um artista muito conhecido no seu país e a sua obra vem influenciada nos seus começos pelo pop inglês, a banda desenhada e a ilustração. Estudou pintura na Escola Superior de Belas Artes de Lisboa nos anos 70, frequentou o Royal Collage of Art graças a uma bolsa concedida pela Fundação Calouste Gulbenkian e foi professor da Faculdade de Belas Artes da Universidade de Porto. Começou a expor o seu trabalho em 1968 destacando-se, entre outras, as retrospectivas realizadas pelo Centro de Arte Moderna de Lisboa em 1998 e o Museu de Serralves de Porto em 2011, organizada a propósito do prêmio EDP a toda sua trajectória concedido anos atrás.

A pintura de Batarda é uma obra criptografada, um desafio ante o qual o espectador desenvolve o importante papel de descodificador. Esta interacção dá lugar assim a múltiplas interpretações que enriquecem a interessante proposta artística do português criando um diálogo entre a obra e o receptor da sua arte.

A exposição Mise en abyme, além de incluir 50 peças do autor inclui 30 collages criados a partir de frases em inglês procedentes de textos.

Mise en abyme permanecerá aberta até o 21 de janeiro de 2018 no Centro Galego de Arte Contemporânea: Rúa Vale Inclán, 2, 15703 Santiago de Compostela, A Corunha.

Este centro galego tem outra conexão lusa já que o edifício é uma obra do Arquiteto Siza Vieira.

Síguenos en:

Post A Comment

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies