ARCO LISBOA 2019

De 16 a 19 de Maio, a quarta edição da ARCO Lisboa, a feira de arte contemporânea co-organizada pelo IFEMA e pela Câmara Municipal de Lisboa, terá lugar na Cordoaria Nacional da capital portuguesa. Este ano, a feira contará com 70 galerias de dezassete países, incluindo uma notável representação africana.

Feria de Antigüedades de Lisboa

Tal como nas edições anteriores, a feira será organizada em três áreas:‘Programa Geral’, ‘Opening’ e ‘Projectos’. 

O programa geral será composto por 52 galerias de dezasseis países, alguns dos quais participarão pela primeira vez, como é o caso de  Vera Munro y Georg Kargl.

A secção de Opening voltará a centrar-se em galerias com uma trajectória máxima de sete anos, com o objectivo de proporcionar “novas informações e experiências estéticas”. Este ano será composto por nove galerias, incluindo algumas recentemente criadas como a Lehmann + Silva, do Porto, ou a Fran Reus, de Palma de Maiorca.

Por último, o programa de projectos incluirá nove propostas de artistas individuais, incluindo Daniel García Andújar , apresentado por Àngels Barcelona; Gerold Miller, apresentado por Cassina Projects, e Nicolás Grospierre, por Alarcón Criado.

Daniel García Andújar

ÁFRICA EM FOCO

Esta secção consistirá numa selecção de galerias do continente africano, que terá como ponto de partida a posição internacional única de Portugal e incluirá seis galerias de Angola, Uganda, Moçambique e África do Sul.

 

Título: Floating Nightmares 10Artista: KEYEZUA Año: 2018Técnica: Epson Semi-gloss S/ DibondDimensiones: 84×120 cm

A exposição será completada com uma série de conferências sobre arte africana contemporânea, com a participação de figuras como Raphael Chickwkwa e Azu Ngagbogu.

A ARCOlisboa 2019 inclui também uma secção especial dedicada às publicações de arte contemporânea, que incluirá cerca de cinquenta editoras de arte e um ciclo de conferências. Organizada pela seção Arts Librisla, contará com a participação de cerca de 40 editoras de arte, além de uma série de palestras e debates sobre o estado atual das publicações de arte.

O programa será completado com a celebração dos ‘Millennium Art Talks’, um fórum de recolha realizado em colaboração com a Fundação Millennium bcp; e do Encuentro de Museos, dirigido por Pedro Gadanho e Nicolas Bourriaud.

A feira oferecerá novos horários de abertura nesta edição e abrirá de 16 a 17 de Maio, das 14.00 às 21.00 horas; em 18 de Maio, das 12.00 às 21.00 horas e em 19 de Maio, das 12.00 às 18.00 horas.

Síguenos en:

Post A Comment

Uso de cookies

Este sitio web utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies